Arcino Filete

ALTO PROVIDÊNCIA, VENDA NOVA DO IMIGRANTE

MUNICÍPIO ABENÇOADO POR UMA GEOGRAFIA QUE PRIVILEGIA DIVERSOS MICROCLIMAS, TEM GRANDE APTIDÃO EM FORNECER CAFÉS DIFERENCIADOS. COLONIZADO EM 1892 POR IMIGRANTES ITALIANOS, TEM A ECONOMIA BASEADA NA AGRICULTURA, PRINCIPALMENTE DO CAFÉ, QUE COMPREENDE 90% DAS PROPRIEDADES, ALÉM DA PRODUÇÃO DE HORTIFRUTIGRANJEIROS E DA PECUÁRIA. VENDA NOVA, QUE FOI EMANCIPADA DE CONCEIÇÃO DO CASTELO EM 1988, TAMBÉM É RECONHECIDA NACIONALMENTE COMO A CAPITAL DO AGROTURISMO.

SÍTIO ARCINO FILETE E FAMÍLIA

NASCIDO NA REGIÃO DA TAPERA, EM VENDA NOVA DO IMIGRANTE, O PRODUTOR RURAL ARCINO FILETE CHEGOU AO SÍTIO, EM ALTO PROVIDÊNCIA, NO ANO DE 1979, RECÉM-CASADO COM DONA EMÍLIA. ATUALMENTE, A FAMÍLIA ESTÁ NA TERCEIRA GERAÇÃO DE CAFEICULTORES E QUEM ADMINISTRA A MAIOR PARTE DA PRODUÇÃO SÃO OS FILHOS MAIS VELHOS DO CASAL, FABRÍCIO E GILCIMAR FILETE.


ACOSTUMADOS A PRODUZIR NO INÍCIO O CAFÉ COMUM COLHIDO DO CHÃO, INGRESSARAM NA PRODUÇÃO DE CAFÉ DE QUALIDADE AINDA SEM MUITA ESTRUTURA. QUANDO LEVARAM O PRODUTO – DESPOLPADO NA PROPRIEDADE DE UM TIO – A UM TRADICIONAL COMPRADOR, ELE JÁ OBSERVOU SE TRATAR DE UM CAFÉ DIFERENCIADO. OS IRMÃOS LOGO NOTARAM O INTERESSE DOS COMPRADORES. “ELES CRESCERAM O OLHO, ENTÃO NÓS PERCEBEMOS QUE O CAFÉ ERA BOM. 


PASSAR A PRODUZIR UM CAFÉ MELHOR TROUXE RETORNO FINANCEIRO E POSSIBILIDADES DE INVESTIMENTOS NA PROPRIEDADE, QUE TEM NA TECNOLOGIA UMA ALIADA PARA REFLETIR NO PRODUTO FINAL A QUALIDADE QUE A NATUREZA JÁ TEM DADO AOS FRUTOS DOS CAFEEIROS DO SÍTIO. 
TANTO QUE O CAFÉ DOS FILETE FATUROU O TERCEIRO LUGAR NO CONCURSO MUNICIPAL DE 2013, ALCANÇANDO 87 PONTOS. “ENTRAMOS MAIS PARA PARTICIPAR MESMO, NÃO TÍNHAMOS ESPERANÇA DE GANHAR NADA”, LEMBRA GILCIMAR.


INOVAÇÃO NA PRODUÇÃO RURAL EM MEIO À SIMPLICIDADE DA AGRICULTURA FAMILIAR É A MÁXIMA DOS IRMÃOS. “INVESTIMOS EM DUAS MÁQUINAS PARA BENEFICIAMENTO DOS CAFÉS NA PROPRIEDADE, PARA TERMOS UMA QUE VAI DESPOLPAR APENAS OS CAFÉS ESPECIAIS DE PONTA E OUTRA PARA OS OUTROS CAFÉS, QUE TAMBÉM TÊM ALCANÇADO ALTAS NOTAS”, EXPLICA GILCIMAR.
NA BUSCA CONSTANTE POR QUALIFICAÇÃO, ELES FIZERAM CURSOS DE CAPACITAÇÃO, COMO O DE ANÁLISE SENSORIAL DO CAFÉ. FABRÍCIO, QUE FEZ CURSO DE BARISTA, PREPARA MICROLOTES A CADA ANO PARA SUPRIR SUA PEQUENA CAFETERIA, ABERTA COM A NOIVA EM OUTRO MUNICÍPIO. O SONHO DELE É ABRIR UMA UNIDADE TAMBÉM NO SÍTIO DA FAMÍLIA.
A DUPLA AFIRMA QUE FAZER PARTE DA COOPERATIVA É UMA FORMA DE GARANTIR A CONTINUIDADE DA PRODUÇÃO. “É A SEGURANÇA DE QUE, LÁ NA FRENTE, A GENTE VAI PODER COMERCIALIZAR O QUE PRODUZ” DESTACA FABRÍCIO.

 

INFORMAÇÕES DA FAZENDA

 

Altitude

750 a 900 m

Processo de produção

Colheita manual seletiva

Área Plantada

25.000 pés

Variedade do lote

Caturra Amarelo, Catuaí 44 e Catuaí 99

Processamento

Via Úmida - Cereja Descascado

Secagem

Terreiro Suspenso, coberto

Tempo de Secagem

De 15 a 20 dias

PRONOVA COFFEE STORIES
COOPERATIVA AGROPECUÁRIA CENTRO SERRANA

ROD. PEDRO COLA, KM 4,5 - (28) 3546-1566

VENDA NOVA DO IMIGRANTE - ES

CNPJ: 27.942.085/0042-51